7 Curiosidades sobre Lisboa | Lisboa Cool
Entrar | Registar

Blog

LisboaCool_Blog_7CuriosidadessobreLisboa

7 Curiosidades sobre Lisboa

A cidade que guarda o estuário do rio Tejo contém as suas próprias excentricidades e os seus próprios segredos e mistérios. Alguns deles são desconhecidos até mesmo para os seus residentes… Será que está a par de todas as curiosidades que selecionamos?

É proibido dar de comer aos pombos | Para evitar que estes se reproduzam e criem problemas para a higiene e saúde pública, a lei proíbe que os pombos sejam alimentados com tudo aquilo que não seja o seu habitual milho contraceptivo.

“As Obras de Santa Engrácia” demoraram 284 anos | Mais especificamente, de 1682 a 1966, o que deu origem à expressão “como as obras de Santa Engrácia”, que é utilizada para referir-se a algo que não chegará a acontecer, ou que demorará muito a acontecer. 

Desde a sua fundação, Lisboa é uma cidade multicultural e multiétnica | Historicamente habitada por tartessos, celtas, iberos, fenícios, gregos, cartagineses, romanos, visigodos, árabes e cristãos, Lisboa apresenta-se como uma cidade com uma grande variedade de culturas e etnias.

O subsolo de Lisboa contém algumas surpresas interessantes, como as Galerias Romanas | As Galerias Romanas da Baixa são pouco conhecidas pelos turistas e até mesmo por alguns residentes da cidade, principalmente porque abrem ao público apenas três dias por ano.

Os lisboetas são grandes apreciadores de café | A cultura de “café” em Lisboa é grande e por isso existem muitos nomes para designar os diferentes tipos de café: bica, pingado, garoto, cortado, carioca, abatanado, italiana, curto… é só escolher!

A zona de Belém tem duas construções classificadas pela UNESCO como Património da Humanidade | O Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém possuem a mesma distinção concedida pela UNESCO, enriquecendo ainda mais o património cultural da cidade.

O corvo é considerado o guardião da cidade de Lisboa |O Segundo a lenda, D. Afonso Henriques procurava o corpo de S. Vicente na aldeia onde este estava enterrado, mas não foi bem sucedido. No entanto, avistou um bando de corvos a sobrevoar insistentemente um local – o sítio exato onde foram encontrados os restos mortais do santo. Durante a viagem para Lisboa, o barco foi sempre acompanhado e protegido por dois corvos. Curioso, não é?

#LISBOACOOL

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool

#lisboacool