Entrar | Registar

visitar > museus e galerias

lisboa_cool_visitar_centro_de_arte_moderna

Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão

A coleção que tem início onde a coleção do fundador termina

Ainda antes de existir um teto para as obras de arte da Coleção Moderna, a Fundação Calouste Gulbenkian guardava as peças que lhe eram oferecidas. Até que, em 1983, foi inaugurado um novo edifício com o propósito de albergar as atividades e peças que se inseriam no campo da arte contemporânea. Assim, o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (CAM-JAP) pertence à Fundação Calouste Gulbenkian e tem o nome do seu primeiro Presidente.

Neste espaço poderá encontrar centenas de obras fascinantes. O CAM-JAP reúne os artistas mais icónicos do século XX português até aos dias de hoje e inclui ainda obras de artistas internacionais.

É neste museu que se encontra a maior coleção de arte portuguesa do século XX e XXI e a verdade é que a Coleção Moderna não pára de crescer: existem cerca de 10 500 obras, entre as quais filmes, fotografias e desenhos que raramente podem ser vistos. A exposição vai variando ao longo dos meses e dos anos para que o visitante tenha sempre uma novidade para ver independentemente das vezes que decide regressar ao Centro de Arte Moderna.

Dica Cool: O “Jazz em Agosto” acontece todos os anos e, durante duas semanas, existem entre 12 a 20 concertos.

Horário

Seg: 10:00 – 18:00 (última entrada às 17h30)
Qua-Dom: 10:00 – 18:00 (última entrada às 17h30)
Encerrado: 24 e 25 de dezembro, 1 de janeiro, domingo de Páscoa e 1 de maio.